Projeto Meu Quintal

Projeto Meu Quintal, conheça nossas unidades de conservação!

Muito além de um camping 05/07/2011

Filed under: Geral — projetomeuquintal @ 10:50 pm

No dia 1 de julho começamos mais uma corrida atrás de unidades de conservação. Dessa vez, paramos em um local extremamente conhecido por sua área de camping, mas pouco conhecido por sua real essência. Após entrarmos em centenas de ruas erradas, deduzimos que a sede do parque poderia estar junto a Polícia Militar Ambiental. Fomos recepcionadas por aproximadamente cinco ou seis cães que latiam incansavelmente (quebrando as regras muito claras expostas em uma placa: SILÊNCIO).  Depois de causar um carnaval canino, um soldado veio ao nosso encontro e nos indicou a sede administrativa do parque (soldado pertencente ao CETAS, que ainda iremos comentar).

 

Finalmente chegamos à sede do Parque Estadual do Rio Vermelho. Este possui aproximadamente 1532 hectares, abriga inúmeras espécies da Mata Atlântica e sua região compreende entre as Bacias Hidrográficas da Lagoa da Conceição e dos rios Capivari e Ingleses, não esquecendo do importante aqüífero que se estende ao longo da porção norte do parque. Em 1962, a Estação Florestal do Rio Vermelho foi criada basicamente para a introdução de espécie de Pinus (vista ao longo da estrada de acesso ao parque).  Nos dias de hoje, essa espécie é dada como exótica e acabou descaracterizando grande parte da restinga. Em 1974, foi nomeado como Parque Florestal e atualmente é um Parque Estadual, segundo o SNUC. Porém, ao conversarmos com a chefe administrativa Elaine, o Parque continua sem plano de manejo. Quando perguntamos quanto ao andamento do plano, apenas recebemos a resposta de que seria dado o primeiro passo no próximo semestre. Ainda sobre o plano de manejo, existem intenções de criar algumas áreas proibidas para visitas, o que seria ideal para preservação desses locais que sofrem sempre do mesmo problema: LIXO. Fiscalizações são feitas pela Polícia Militar Ambiental aproximadamente 3 vezes por semana, mas ainda assim é difícil controlar a área imensa do parque.

Pertencente à área do PERV, a Praia do Moçambique, famosa por surfistas e pela bela feição, é atração requisitada por turistas. Uma estrada de acesso à praia nos trouxe uma sensação cinematográfica. Uma imensidão verde ao longo da via de terra nos deixou animadas quanto ao estado de preservação da UC. O Parque junto à Associação de Surf do Moçambique criou uma espécie de barreira com troncos para impedir o acesso de carros e motos ao longo das dunas; estas que abrigam a vegetação de restinga, responsável pela fixação de dunas. Portanto se forem ao Moçambique, por favor, protejam esse ecossistema. Infelizmente encontramos alguns rastros de lixo, um deles era entulho (não sabemos como algumas pessoas podem pensar que aquele local é parecido com um aterro) e outro bastante curioso e assustador, uma MACUMBA! Tantas esquinas para se fazer isso, escolhem logo uma UC?  Ser ecologicamente correto não irá afetar seus rituais exóticos! A natureza agradece.

 

Outro fato curioso é que ao procurar no site da FATMA no relatório de balneabilidade das praias, não vemos a praia do Moçambique sendo citada. O que é bastante contraditório, sendo esta praia uma área pertencente a uma Unidade de Conservação.

Existem projetos desenvolvidos e em desenvolvimento por universidades como UFSC, o qual o GIPEDU desenvolveu um projeto que propôs o zoneamento do parque (Projeto Parque Estadual Rio Vermelho) e a UDESC com um projeto para a avaliação do lençol freático do local. Interessados em estágio, devem procurar a própria FATMA (esperamos que mais pessoas sejam enviadas para o manejo do parque, visto que apenas 3 responsáveis trabalham para administrar 1532 hectares).

Junto ao Parque, encontra-se o CETAS – Centros de Triagem de Animais Silvestres, apoiados e supervisionados pelo IBAMA. Animais, resgatados pela polícia militar ambiental, são encaminhados para esses centros de reabilitação e tratamento. Próximo à sede, passamos por viveiros e ambientes criados para recepcionar os animais silvestres. Para interessados em voluntariado, a ONG R3animal está envolvida diretamente com o pessoal do CETAS, auxiliando no resgate, reabilitação e reintrodução dos bichos provenientes de ocorrências. E IMPORTANTE: para acionar a Polícia Ambiental disque 190 ou 3269-7111.

O Parque Estadual do Rio Vermelho apresenta um camping bastante conhecido, com áreas para piquenique e churrasqueiras, e uma base de escoteiros. Sentimos falta de programas de educação ambiental e exploração de ecoturismo já que a proposta de um Parque, segundo o SNUC, é exatamente a educação ambiental com o contato com a natureza. Enquanto isso, esperamos a criação de um plano de manejo com propostas promissoras para um Parque com tanto potencial ecológico e beleza singular.

 

Anúncios
 

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s